SAL, DE LETÍCIA WIERZCHOWSKI // RESENHA - missmoon

SAL, DE LETÍCIA WIERZCHOWSKI // RESENHA

by - novembro 22, 2017

Hey, amigos!
Podemos considerar uma leitura atrasada? Fiquei me perguntando quando comecei a organizar esse post. Se formos considerar livros contemporâneos isso lá até tem sua verdade, mas eu prefiro a mística que que todo livro tem o seu tempo e que as histórias dão um jeito de chegar até nós no momento exato. Estar preparado para isso ou não vai depender de cada um. Quantas vezes começamos um título super recomendado, ou que queríamos ler há muito, mas não conseguimos ir a diante porque simplesmente não bate aquela química? Pois é. 

No caso de Sal, de Letícia Wierzchowski, que foi lançado em meados de 2013, foi bem assim. Já tinha lido A Casa das 7 Mulheres - maravilhoso por sinal - e me apaixonei de cara pela escrita e temáticas da autora. Se no primeiro temos os Pampas Gaúchos como plano de fundo, no segundo a ilha La Duiva, terra fictícia, é que empresta o cenário para a nossa história. E eu sou fascinada pelos Pampas e mais ainda pelo mar, mas demorei horrores pra comprar Sal.


Como eu dizia, A Casa das Sete Mulheres me marcou muito. Primeiro assisti a série - pela Rede Globo - que levava o mesmo nome do livro e que seguiu muito bem a trama. Inspirada, com as modificações que a teledramaturgia pede, é bem verdade, porém sem preder a essência maravilhosa da obra. E eu sou #TeamManoela desde sempre haha. 

Mas, voltando à Sal, quando fiquei sabendo do novo livro de Letícia Wierzchowski através do prólogo disponibilizado pela autora - dá pra baixar grátis aqui -  fiquei com muita vontade de lê-lo. A trama mais que envolvente conta a história da secular família Godoy a qual seus antepassados numa de suas viagens marítimas resolve se estabelecer em La Duiva, uma pequena ilha na América Latina, e estabelecer ali sua linhagem. Assim, os Godoy se tornam responsáveis pela manutenção do farol da praia, guiando as embarcações que por ali passam e evitando naufrágios.

E com perdas e tristezas sem fim, a personagem central de Sal – o farol da narrativa – é Cecília. Mas, a história do livro começa antes dela (com os pais de seu marido) e termina com seus filhos já adultos – contudo é nas mãos dela que tudo é tecido. Em um tapete de memórias ela tricota as memórias dos Godoy dando diferentes cores para cada um dos personagens. Durante todo o livro vemos tons dando voz aos capítulos: a cada momento um personagem narra sua visão dos fatos. Na lombada do livro conseguimos ver bem essas cores. 


Desde Flora, com sua alma talentosa;indo a Orfeu, passando por Tiberius, Lucas, até chegar em Julius, a enigmática e solitária Cecília com seus segredos e suas saudades absurdas nos faz sofrer, chorar, rir e refletir sobre decisões e consequências. Os mistérios contribuem, e muito, para o desenrolar de Sal. A editora Intrínseca acertou em confiar nas mãos de Letícia que compuseram uma bela história. Essa é sem dúvida uma publicação muito bem editada e produzida.


  
Com cheirinho de brisa do mar e a sensação de ouvir as ondas bater na praia, digo que esse livro me encantou profundamente. É uma obra maravilhosa! Se você ainda não leu e se interessou pela história essa semana temos Black Week na Amazon! Lá, Sal está por apenas R$ 9!

Compre Aqui!

Além desse, tem outros títulos da autora:

A Casa das Sete Mulheres R$ 31,30: compre aqui
Um Farol no Pampa R$ 34,90: compre aqui
O Primeiro de Último Verão R$ 20,90: compre aqui
Navegue uma Lágrima: compre aqui
Neptuno R$ 15,90: compre aqui
Um Grande Amor e uma Perdição Maior Ainda R$ 33,15: compre aqui

Os valores postados aqui são referentes a essa data, 29/11/2017, podendo haver alterações a qualquer momento por parte do vendedor. Esse post contém links do programa de Afiliados da Amazon! :)

You May Also Like

0 comentários

É muito bom ter você por aqui! Não deixe de compartilhar sua opinião comigo! ❤